terça-feira, 20 de setembro de 2016

Avisei, mas agora é tarde


Agora não adianta fingir que nada aconteceu, inúmeras vezes te disse que cansaria de esperar tanto a sua decisão. Ligações, textos, mensagens e indiretas, mas você preferiu continuar como estava e disfarçar que nada era para você. Avisos não faltaram, você chegou tarde demais, não simule o atônito. Estampei de todas as maneiras que tudo há um término e eu chegaria ao meu limite, estava prestes a estrondear. Você optou por fingir surdez e não ouvir o que sempre falei. Me perder foi opção sua. 
Não supliquei para que você continuasse, apenas avisei que havia chegado a minha hora de partir. Ainda te chamei, até então havia espaço em minha vida, mas você utilizou o velho discurso de desapego, e eu, tive que assentir. 
O seu equívoco foi não ter me ouvido, foi ter acreditado tanto em si que não analisou que eu estava falando a verdade. Não havia mais razões para continuar lutando sozinha onde deveria se lutar a dois, você acreditava que seria eternamente a minha única opção, mas as coisas não funcionam da maneira que você deseja, você se atrasou demais, agora a porta está fechada, e você não terá mais a chave. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário