quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Ela e o amor

Ela conheceu alguém, e depositou todas as esperanças nele. Criou diversas expectativas, parava alguns minutos do seu dia só para imaginar diversos diálogos e momentos com ele, a melhor parte do seu dia era vê-lo, e chegava a sentir falta se isso não acontecesse.
Eles ficaram algumas vezes, ela ficava cada vez mais dependente dele, vivia sorrindo para o nada, e esperava ansiosamente o momento de se reencontrarem. Mas, esse momento não chegou.
Ela, não sabia ao certo o que fazer, se correria ou não atrás dele. Decidiu ir atrás, e tudo o que recebeu foram palavras frias, e como era sensível, só o esperou virar para se desmanchar em lágrimas. Para ela, o mundo havia acabado, mas, na verdade, era apenas mais um coração partido no mundo.
Ela perdeu o brilho do olhar e o sorriso lindo que ele tanto elogiava, não sentia mais vontade de se arrumar, mal se olhava no espelho, acreditava que nunca mais atrairia a atenção de outra pessoa, mas, mesmo assim, implorava todos os dias ao universo por um alguém que à amasse.
Após perder muito tempo reclamando até da sua existência, ela olhou em sua volta e viu todas as coisas que a rodeava, percebeu que havia mais motivos para agradecer do que reclamar, e encontrou o amor que realmente vale à pena - o próprio.

E ela mal sabia que,o amor próprio é apenas a porta para os outros amores...