sábado, 28 de fevereiro de 2015

Palavras em um papel amassado


Foto por: Melina Souza
Eu estava nervosa, porque situava-me em sua frente, minhas mãos estavam trêmulas, não sabia o que fazer, nem falar, sou péssima falando, você sabe, prefiro escrever. Tinha um papel em meu bolso, com algumas palavras que havia colocado para fora em um momento de devaneio na madrugada anterior, tirei do meu bolso, e entreguei nas tuas mãos.
 Você ficou sem entender, mas, pegou o papel amassado e começou a ler, um frio na barriga tomou conta de mim, não tinha coragem de te olhar enquanto você lia, olhava para todos os lados possíveis, menos para o seu lado.
 Quando você acabou, desviou o olhar do papel, olhando para mim, com um olhar de pena, sem palavras eu conseguia entender que, te ter, continuaria sendo um dos meus sonhos.
 E, foi realmente isso que saiu da sua boca, mas, em outras palavras, para não me machucar tanto, isso não fazia mais diferença para mim, o meu coração havia partido em mil pedaços, tudo o que eu consegui fazer foi dar um sorriso amarelado disfarçar as lágrimas que insistiam em cair, pegar o papel em tuas mãos, e correr, daquele lugar, para bem longe da tua vida.

2 comentários:

  1. Fã n° 1: Vou te dar o Tocantins todo; como tu consegue colocar tanto sentimento em poucas palavras, a pessoa fica sentindo como se tivesse na situação da sua personagem, mdds, ����

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá fã, estou super aceitando o Tocatins hahaha, fico feliz em saber que conseguir passar a emoção que senti nesse dia em algumas palavras e que, elas conseguiram te tocar. Beijoss

      Excluir