quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Era sua

Eu era sua. Sua e de mais ninguém. Porém, você me deixou ir embora. Eu fui sua até naquela festa ridícula, recordas? Enquanto você estava bebendo e se sentindo o gostosão, eu cantava aquela música da Pink que estava tocando e queria que você notasse, mas na Segunda fiquei sabendo que você ficou com aquela garota sem sal que eu tanto odeio. E mesmo assim, continuei sendo sua. Fui sua na Páscoa, no Natal, em todos as datas comemorativas e não comemorativas. Eu era sua, mesmo quando não queria ser. Eu era sua, estava em suas mãos, mas você preferiu me deixar escapar. Eu era tão sua, que quando você quis me perder, eu obedeci.

7 comentários:

  1. Gostei no final do texto kkkk "Eu era sua, quando você quis me perder, eu obedeci". uma hora a pessoa cansa mesmo, amei o texto "tão sua" rsrsrs.
    flor tem post de um aparelho que dá CHOQUE no rosto, poderia me visitar?
    Claro que quando tiver post novo no seu blog, pode me avisar que venho ver.
    magrafelizpensa.blogspot.com e www.youtube.com/user/marcmarify

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o texto, gostei!
    Bjs
    janamakesesmaltesecia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que texto lindo :'(
    Amei! <3
    Beijos ♥
    www.bellaquebela.com

    ResponderExcluir
  4. Oh você escreve tão bem, acabei de ler os últimos posts /: ARRASOU! ♥

    Visite-nos! Beijos. <3

    ResponderExcluir
  5. CARAAAA TÔ ANDANDO PELO TEU BLOG E TÔ AMANDO, enfim hahaaolha, EU AMEI teu blog, muito fofo, muito bem organizado, e já tô seguindo, passa lá no meu blog, vai que você gosta :D

    http://cataventodoce.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Lindo!! Pra falar a verdade me envolvo cada vez mais com os seus textos. Daí já tava aqui pensando, 'gente dá uns conselhos a essa menina pra parar de se entregar assim' aí vem esse final AR-RE-BA-TA-DOR!! Coisas assim deixam a gente mais feliz. Vou acompanhar seu blog seeeempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma hora somos obrigados a acordar e ter pelo menos um pouco de amor próprio, não é mesmo? Obrigada pelo carinho e por acompanhar o meu blog a partir de agora. Beijos!

      Excluir