sexta-feira, 11 de abril de 2014

Ainda

 Ainda não acredito que estou escrevendo para você, mas está difícil guardar esse sentimento aqui dentro, está quase transbordando, preciso colocá-lo para fora. Ainda não é a hora certa para dizer à você essas coisas, por enquanto prefiro deixar subtendido, quem sabe entre um gesto desajeitado meu você perceba. Cada dia está mais difícil disfarçar o que sinto, te ver virou a minha parte preferida do dia, quando você chega perto de mim meu coração dispara, confesso que quando ando pelas ruas é você que quero enxergar em cada esquina, ás vezes a vontade é tão grande que procuro um pouquinho de você nas outras pessoas.
 Mas você é único, seu sorriso é lindo, e eu queria um dia te chamar de meu, andar de mãos dadas por ai, te beijar, sentir o seu perfume em minhas roupas, morar no calor dos teus braços, planejar um futuro inteiro ao teu lado, te apresentar para minha família, rir até a barriga doer das suas piadas que ninguém acha graça, ver você tendo uma crise de ciúmes só porque aquele carinha me olhou de cima à baixo. Ainda é cedo pra te dizer, mas, deixa eu te fazer feliz?

Nenhum comentário:

Postar um comentário