quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Até que a morte nos separe

Olhe bem no fundo dos meus olhos. Perceba o quanto tu me deixas nervosa só de te olhar. Sinta o suor em minhas mãos. Esse mundo já me trouxe muita coisa ruim, mas também me trouxe você. Você é meu chão. Eu só queria ter a certeza de que você nunca me deixará desmoronar. Não soltas minha mão. Eu preciso de você aqui do meu lado. Não saia daqui. Não suma. Fica aqui comigo. Fica aqui do meu lado. Até que a morte nos separe. Queria muito ouvir isso da sua boca. ATÉ QUE A MORTE NOS SEPARE. Me faz crer que tudo será tão perfeito, além do que eu possa imaginar. Me faça acreditar que tudo vai ficar bem. Me dê razões para que eu continue respirando. Me ame. Quero você ao meu lado nas próximas noventa e nove primaveras. Você compreende o que estou falando. Quero ter certeza que esse tal sentimento que chamam de amor é lindo. Lindo como outras coisas. Quero acreditar que estando no calor do teu abraço, tudo vai ficar bem. Quero acreditar que estando nos teus braços estarei protegida de todo mal que vier sobre mim. Quando te tenho por perto, esqueço do mundo. Mas você é meu mundo. Basta que você possa acreditar. 

sábado, 15 de setembro de 2012

Resenha: O Diário da Princesa

Agora, além de postar meus textos, de vez em quando postarei resenhas sobre os filmes que eu assisti, e o livros que li, porque o blog está muito desatualizado e quem escreve sabe que ás vezes passamos por um momento de "seca", um momento sem inspiração para escrever, que, muitas vezes, mesmo tentando não sai nada que preste, né? Bom, então vamos lá... Eu estava lendo "O Caçador de Pipas" mas a linguagem era muito chata e quanto mais eu lia, mais vontade de largar o livro eu sentia, então, foi isso que fiz, abandonei o livro (juro que não sai do capítulo 3) e comecei a ler "O Diário da Princesa". 
Começando pela capa que é muito fofa (sim, eu julgo o livro pela capa), e isso foi o que me chamou atenção. Outro fato que eu gosto é de capítulos pequenos, porque dá aquela vontade de ler mais e mais, ah, e sem falar que eu odeio ficar na metade de um capítulo (cada capítulo é uma página de diário), e as páginas são amarelas, porque eu odeio páginas brancas. Páginas brancas me dá agonia no olho e eu prefiro folhas amarelas. Eu pensei que o livro seria igual ao filme que passa quase sempre na Sessão da tarde, mas eu estava completamente enganada.
O livro conta a história de Mia, uma garota comum de 14 anos que mora em Nova York com a mãe, e tem problemas normais como todas nós meninas normais temos, vai mal em álgebra, é uma aberração, é apaixonada pelo cara mais popular do colégio... E do dia para noite ela descobre algo que mudará sua vida completamente, ela descobre que é uma princesa princesa ,o que, para muitas garotas pode parecer um sonho, para Mia torna-se um grande pesadelo. 
Um romance emocionante com várias aventuras, quais me identifiquei bastante com a personagem. Livro tão bom que li em apenas dois dias. Super recomendo! Até a próxima! 

domingo, 2 de setembro de 2012

Te odiar

Eu deveria te odiar pelo fato de você ter mudado minha vida. Por me deixar boba com um sorriso teu. Por me deixar sem palavras só de ouvir sua voz. Deveria ter raiva de você pelo fato de não conseguir ter raiva de você. Deveria te odiar porque você sempre me faz chorar. Deveria odiar porque você para mim é uma droga, é uma dependência. Deveria odiar querer estar do seu lado a todo instante. Deveria odiar por querer sentir seu cheiro a todo instante e te ver todas as vezes em que fecho os olhos. Deveria odiar ter insônia de madrugada e escrever cartas que nunca sairão da minha gaveta pra você. Deveria odiar ao sorrir com teu sorriso. Deveria odiar o fato de mandar mensagens de madrugada falando de amor para você. Deveria odiar está numa multidão e me sentir só, porque você não está lá. Deveria te odiar o fato de te amar, e por precisar tanto assim de você. Eu deveria, mas não dá, mas eu não posso e não estou querendo.