domingo, 29 de abril de 2012

Adeus, Querido!


Hoje eu parei para pensar, você se lembra de nós dois a exatamente um ano atrás?Afinal, você se lembra de você, e eu? "nós" nunca existiu. Eu amava o seu sorriso, era fã do seu abraço, quando você me abraçava eu sentia que o mundo lá fora não existia, e entre os seus braços eu estava protegida de todo mal que viesse a mim, e quando você me pegava pela a cintura? era motivo para eu ficar sorrindo o dia inteiro. Cada detalhe, eu guardava dentro, de mim, e você foi o primeiro, meu primeiro amor, eu te amei com todas as minhas forças, nunca havia amado tão profundamente como eu te amei, você sabia disso, mas, infelizmente fingia não saber.
Mas, sabe, eu criei todas as expectativas possíveis do mundo, eu sonhava todos os dias, que, você iria me puxar pela cintura enquanto eu estivesse passando pelo corredor, e iria me beijar, sabe, um beijo de cinema, um beijo apaixonado, o seu beijo, que eu sempre sonhei. Mas, o tempo se passou, e, tudo aquilo que eu sentia por você demorou para passar, mas passou. Eu não poderia continuar te amando, afinal, eu nunca deveria nem ter amado você, um menino tão diferente de mim, sabe? O que eu sentia por você, acabou, depois de você nunca mais me apaixonei por ninguém, mesmo não gostando mais de você, mas, eu aprendi, aprendi pra caralho!
Obrigada por passar em minha vida, obrigado por me fazer acreditar em você, e acabar chorando, obrigada pelos momentos que você me fez feliz, ou, pelo menos tentou. E eu prometo, que esse é o último texto que escrevo para você, afinal, nem esse eu deveria ter escrito, mas, me bateu uma saudade, sabe? Adeus, Querido!

(Texto originalmente postado em maio de 2011, mas, ainda diz tanto. E como prometi no texto, não escreveria mais para a "pessoa", então postei novamente,não costumo quebrar promessas.)

sábado, 28 de abril de 2012

E de repente eu fecho os
olhos e imagino a gente,
Juntos novamente, andando,
Imagem também por Marina Ramos 
sorrindo, cantando,
se amando, sentindo felizes.

E num piscar de olhos
Acordo e não te vejo,
Sinto que você se foi,
Como uma brisa leve
Que vem, refresca 
e vai embora.

Mas, como posso acreditar,
aceitar, e me conformar
que não estou contigo?
Impossível!
Você não me deixou, não
Foi embora para sempre
Vai voltar!

E o tempo que me faz crer 
Que eu sou sua, que no encontrar
dos nossos corpos nos apaixonamos,
nos amamos, seguiremos juntos nessa jornada, e
e que você não é como a brisa leve que passa,
mas como o brilho do 
sol, que vai, mas volta. 

 Texto escrito por minha amiga, e leitora do blog, Marina Costa Ramos. 

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Conto: O velho felizes para sempre

 No início de uma Segunda-feira chuvosa, ligo a televisão, está passando uma reportagem, quando eu olho o nome do repórter... você, meu amor de infância. Do nada vem as lembranças, como um filme passando em minha cabeça. Lembro-me do nosso primeiro sorriso, do nosso primeiro oi, do nosso primeiro beijo, lembro também das lágrimas que derramei quando tivemos que nos separar, destino cruel esse nosso, hein? Juramos amor eterno, que ninguém nunca iríamos nos separar, que ficaria velinha do teu lado, prometi. Mas veio o destino e pregou essa peça em nós dois. Agora estou aqui, do outro lado da cidade, bebendo meu café, que está quase esfriando, feito uma boba relembrando do nosso passado, e você, passando na tevê, quem diria.... quem diria? Já não sou mais a tua garotinha, você não é mais o garoto do all star azul, se bem que tu continua com o sorriso encantador de sempre. 
 Então, na bagunça do meu apartamento, encontro um diário antigo... e adivinha? O ano em que te conhecei, o melhor ano da minha vida, apesar de tua partida. Em uma página amarelada encontro teu número, e penso, será que ainda és o mesmo de 8 anos depois? Pego meu telefone, disco teu número, na esperança de que você atenderia com aquela voz encantadora, então tu atendes, e por coincidência, reconhece minha voz, e diz: "Oi minha pequena, por onde você tem andando? Todos os dias lembro de você, ainda desejo acordar do seu lado, ainda desejo ter uma família com você. Depois de você, nenhuma garota me fez amar da forma que te amei, assim, tão intensamente, tão puro... Desculpa por toda lágrima que você derramou por mim. Também sofri muito quando tive que parti. Ainda lembro do teu cheiro, do teu riso, do teu beijo. Dizem que primeiro amor, a gente nunca esquece, e, acredito que essa seja a mais pura verdade."
E então, preciso mesmo terminar, já sabem né? Aquela velha história de casal que termina com um "Felizes para sempre", ou não. 


segunda-feira, 9 de abril de 2012

Ao teu lado

Ao teu lado me sinto bem, a paz me invade, as estrelas ofuscadas ficam com o brilho do teu olhar, os planetas giram apenas ao redor do teu lindo sorriso, o mundo todo para e fica admirando de tão maravilhoso e cheio de vida que ele é, tudo ao meu lado parece não fazer mais sentido, no momento que eu te vejo, o mundo simplesmente para, e a única coisa que enxergo, penso, desejo, sinto é você, mesmo quando nada está dando certo, mesmo quando tudo parece ter pedido seu sentido. É ao teu lado que sinto-me completa, é ao teu lado onde quero estar, lá é o meu lugar.