sábado, 14 de janeiro de 2012

Finalmente

Finalmente criei coragem para te contar tudo que sinto há um bom tempo,tu me confessas que isto é recíproco, porém preferia deixar subtendido, finalmente pude sentir o calor dos teus braços, tu não fazia ideia de quanto eu desejava isso, finalmente você me deixou te amar, te falar, recitar minhas poesias, realizar as minhas fantasias, finalmente com os seus lábios tu roubou minha alma, e me faz com que toda alma se sinta desejada, por favor, não me solte nunca mais, que o tempo pare, quero me encher de ti, por favor.
-
Esse texto é fictício. Quem me dera que fosse real. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário