terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Mudanças

 Sabes, pequeno, nós estamos mais distantes cada vez mais. Eu sabia sim, que iria chegar o dia, e nós teríamos que nos afastar, mas eu pensei que seria pior, que eu iria chorar, ligar, mandar SMS, olhar teu perfil a cada atualização. Mas não... apenas aprendi a não me importar. Não é que eu não te ame mais, que eu não lembre de você todos os dias, e que eu não sinta vontade de ouvir a tua voz, de sentir o calor dos teus braços, e de ficar horas conversando contigo no celular. 
Mas, sabe, pequeno, deixa que as coisas fiquem assim, está sendo melhor para mim, para você tanto faz eu aqui, aí ou lá na China. E eu sei que vai chegar um dia que nos veremos novamente, que meu coração irá bater mais forte... ou não. Que vai gerar aquele friozinho na barriga, e você vai pensar: "lá está ela, não mudou nada."
Mas, o que você não sabe, é que aqui dentro, pequeno, mudou tanta coisa desde a última vez que a gente se viu... Bom, e quanto a gente, talvez, não dê mais certo, não vou mais te procurar, e se um dia for para nós dois ficarmos juntos, bom... O destino nos juntará.