terça-feira, 11 de outubro de 2011

Sentimento sem nome.

Está tudo tão confuso aqui dentro do meu peito. Já não sei mais o que sinto por você. Há dias, que eu te amo, e quero te abduzir para o meu mundo, ter você só para mim, e mais ninguém. Há outros dias que te odeio, não quero te ver, não quero ouvir tua voz, não quero você. E há dias que apenas sua amizade já me faria satisfeita. Mas eu acredito que meu amor é bem maior do que qualquer sentimento que possa existir entre nós. Eu te amo. Eu te odeio. Eu quero ser sua amiga. Não me entendo. Não te entendo. Está tudo tão misturado aqui dentro. O que eu sinto por você ainda não tem nome, talvez não seja amor, talvez não seja ódio, nem muito menos amizade. É uma mistura de tudo isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário