terça-feira, 31 de maio de 2011

Adeus, Querido!


Hoje eu parei para pensar, você se lembra de nós dois a exatamente um ano atrás? Afinal, você se lembra de você, e eu? "nós" nunca existiu. Eu amava o seu sorriso, era fã do seu abraço, quando você me abraçava eu sentia que o mundo lá fora não existia, e entre os seus braços eu estava protegida de todo mal que viesse a mim, e quando você me pegava pela a cintura? era motivo para eu ficar sorrindo o dia inteiro. Cada detalhe, eu guardava dentro, de mim, e você foi o primeiro, meu primeiro amor, eu te amei com todas as minhas forças, nunca havia amado tão profundamente como eu te amei, você sabia disso, mas, infelizmente fingia não saber.
Mas, sabe, eu criei todas as expectativas possíveis do mundo, eu sonhava todos os dias, que, você iria me puxar pela cintura enquanto eu estivesse passando pelo corredor, e iria me beijar, sabe, um beijo de cinema, um beijo apaixonado, o seu beijo, que eu sempre sonhei. Mas, o tempo se passou, e, tudo aquilo que eu sentia por você demorou para passar, mas passou. Eu não poderia continuar te amando, afinal, eu nunca deveria nem ter amado você, um menino tão diferente de mim, sabe? O que eu sentia por você, acabou, depois de você nunca mais me apaixonei por ninguém, mesmo não gostando mais de você, mas, eu aprendi, aprendi pra caralho!
Obrigada por passar em minha vida, obrigado por me fazer acreditar em você, e acabar chorando, obrigada pelos momentos que você me fez feliz, ou, pelo menos tentou. E eu prometo, que esse é o último texto que escrevo para você, afinal, nem esse eu deveria ter escrito, mas, me bateu uma saudade, sabe? Adeus, Querido!

domingo, 29 de maio de 2011

Sentimentos Desgastados II


Eu te amei, com todas as minhas forças. Você estava sempre ao meu lado, sempre fazia o possível e o impossível para me fazer feliz, e eu te dava em troca o meu sentimento mais puro e mais sincero: O Amor, sabe, eu te dizia que te amava todos os dias, todos os momentos, e mesmo se eu não falasse eu demonstrava, você sentia, eu te amava. Mas eu pensei que você me amasse, e eu pensava que você me amava mais do que qualquer pessoa nesse mundo, pelo menos era o que você demonstrava, e você transformou dos meus sorrisos, lágrimas, e transformou todo o meu sentimento mais puro e sincero, em um sentimento obscuro, eu te amei, com toda as minhas forças, mas, foi justamente você que me fez desgastar o que sentia por você.

sábado, 28 de maio de 2011

Sentimentos desgastados.


Querendo ou não, os nossos sentimentos um dia morrem, um dia eles se desgastam, e o coração tem que optar por novas escolhas, isso pode demorar um tempo, talvez, daqui a um tempo, nós não vamos gostar das mesmas pessoas, e uma pessoa que um dia foi seu grande amigo, pode parecer um estranho, ou até mesmo perceber que aquele forte sentimento que um dia você sentiu acabou se desgastando...

(Texto escrito há alguns mêses atrás, e, mais um sentimento se desgastou...)

quinta-feira, 26 de maio de 2011

A Vilã


Cansei de ser a boazinha, cansei de chorar e nada se resolver, cansei de fazer o bem e só receber o mal, cansei de ser a sensível que chorar por uma cena tosca de amor, cansei de chorar no filme de amor, e lembrar que nunca, nenhum garoto vai me fazer feliz o suficiente como o galã do filme fez a mocinha feliz. Sabe, agora sou a Vilã, isso mesmo, a Vilã, em vez de chorar com os meus problemas, vou é sorrir das desgraças das vidas das pessoas que me fizeram sofrer, vou fazer o mal, para ver se recebo o bem, vou trocar os romances por filme de pancadaria, daqueles que jorram sangue para tudo que é lado, só para ver se assim eu não me dou mal... Quem quer ser a primeira vítima?

quarta-feira, 25 de maio de 2011


As pessoas dão palpite em minha vida, mas, na verdade, ninguém além de mim, sabe o que eu sinto, e o que eu senti, eu não estou dando a mínima para quem fala de mim, elas sabem meu nome, e pensam que sabem da minha história, ficam mandando eu ir em psicológos, mas, os únicos que precisam de psicologos são elas, quem em vez de cuidar das suas própias vidas, ficam cuidando da minha vida, e a vida, é só minha, e eu não peço opnião de ninguém para viver.


( Postado originalmente em 21 de Fevereiro de 2011, mas hoje ainda diz tanto. )

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Nova Fase!


Hoje eu peguei o meu antigo diário, eu li tudo, foi como se eu estivesse vivendo tudo, tudo de novo! Eu me senti péssima, senti vergonha de mim mesma, como foi que eu pude sentir tudo aquilo, dizer tudo aquilo e ainda não ouvir os inúmeros conselhos das minhas amigas, que se eu estivesse seguido, talvez, teria sido menos. Me senti a pior garota do mundo, aquele fase foi a pior da minha vida, como é que eu fui capaz de sentir tudo aquilo, de fazer tanta besteira. Se eu voltasse atrás, bem atrás, eu não faria tudo de novo, não sentiria tudo de novo, sabe porque? Porque hoje, eu me envergonho de tudo que eu senti, de tudo aquilo que eu disse, e me sinto como uma IDIOTA em acreditar em tudo aquilo. Mas sabe, essa "fase" me ajudou, ah, e como ajudou, hoje eu não me deixo levar pela as mesmas coisas, tudo para mim agora tem um novo sentido, me olho no espelho, não me sinto mais a idiota, não tenho mais vergonha de mim, dos meus sentimentos. Agora é uma nova fase, uma nova vida, e filho da puta nenhum vai extragar.

domingo, 22 de maio de 2011

"Não Mais Amigas"


Está vendo aquela garota alí, que eu não falo nem se quer um "oi"? Pois, pode parecer mentira, era já foi minha melhor amiga, quer dizer, eu pensei que ela fosse. Acredito que ela tenha esquecido de tudo, mas eu, não me esqueci de nada, exatamente de nada. Nós tínhamos planos, muitos planos. Eu iria ser a madrinha do casamento dela, e dos filhos dela, e, eu, prometi o mesmo. Ela não se lembra de quantas vezes eu fazia ela rir, só para não vê-la chorar. Eu cheguei até a pensar, que nossa amizade seria eterna, que nenhum filho da puta iria separá-la, mas foi só eu contar os meus segredos para era, que ela foi lá, contou pra qualquer um que estivesse disposto a ouvir, mas, sabe, eu nunca vou esquecer, naquela tarde chuvosa, o quanto eu chorei, e quanto a ela, ela, deveria estar tranquila, com os seus "novos amiguinhos" contando o que não devia da sua " não mais melhor amiga".